Ads Top

16 dicas de estratégias de vendas para e-commerces que vão te ajudar

Se você está em busca de estratégias de vendas para e-commerces, este artigo é para você!

Conseguir o aumento de vendas online é o principal objetivo de inúmeras empresas, sejam elas pequenas ou grandes.

Você pode administrar um pequeno negócio de varejo ou trabalhar para uma grande empresa do comércio eletrônico (como a Amazon). Independentemente disso, aumentar as vendas por meio de canais não é tão simples quanto algumas pessoas imaginam.

É aí que entram as estratégias de vendas para e-commerces. Elas são importantes para obter novos clientes, bem como chamar a atenção de clientes antigos para que voltem a comprar da sua loja.

Com as dicas que separei, você aprenderá como atrair tráfego para o seu e-commerce, construir relacionamentos e conquistar a confiança dos seus clientes e até mesmo recuperar vendas perdidas.

Continue a leitura para conferir as dicas de estratégias de vendas para e-commerces e prepare-se para expandir o seu negócio!

Dicas de estratégias de vendas para e-commerces

Aumentar as vendas de um e-commerce pode ser algo muito trabalhoso. Afinal, existem diversas opções de comércios eletrônicos disponíveis para que clientes possam escolher o que melhor atende suas necessidades.

Felizmente, existem muitas maneiras de fazer mais vendas online. E algumas delas você confere a seguir.

1. Defina o seu ciclo de vendas

Cada empresa é única. Pare para pensar, quanto tempo leva para que um cliente faça uma compra em seu site?

Saber como os clientes se comportam em seu processo de vendas pode ser útil para que você possa criar as melhores estratégias de vendas para e-commerce.

Se você não sabe quanto tempo leva para um cliente completar seu ciclo de vendas (ou jornada de compras), será difícil apontar em quais plataformas você deve anunciar ou quando deve redirecionar ou enviar e-mails agressivamente, por exemplo.

O seu cliente converte em uma semana, um mês, um ano? Definir seu ciclo de vendas exigirá alguma pesquisa, bem como testes. Depois de fazer isso, você pode passar para nossas próximas estratégias de vendas para e-commerces.

2. Otimize o seu processo de checkout

Diminua o abandono do carrinho otimizando o seu processo de checkout. Esta é uma daquelas estratégias de vendas para e-commerces que muitas vezes é negligenciada pelas empresas, mas é possivelmente umas das mais importantes!

Você gasta muito tempo construindo confiança com clientes em potencial para fazer com que eles comprem de você e precisa continuar construindo essa confiança durante todo o processo de finalização de compra.

Se o seu processo de checkout for tranquilo e confiável do início ao fim, você aumentará as taxas de conversão e diminuirá o abandono do carrinho. As próximas estratégias são úteis para otimizar sua página de pagamento.

3. Ofereça um checkout mais simples possível

Tente colocar o máximo de informações e solicitações em apenas uma página. Se você precisar de várias páginas, considere mostrar uma barra de progresso na parte inferior de cada uma delas. Isso é importante para que seus clientes possam visualizar quanto tempo levará o processo de checkout.

Faça com que os botões sejam fáceis de encontrar – quanto mais tempo um cliente gasta procurando o próximo botão ou o botão de finalização da compra, mais rápido ele ficará frustrado com o seu site.

Você, por exemplo, pode ter uma loja com três seções, todas em uma página de checkout segura. A primeira seção é para informações de envio, a próxima para faturamento e, finalmente, a de revisão de compra. Você também pode incluir uma foto do produto ou produtos que o cliente está comprando.

4. Dê aos clientes (e mecanismos de pesquisa) descrições úteis

Se você estiver vendendo qualquer tipo de roupa ou acessório, forneça um guia de tamanhos. Isso não apenas ajudará os clientes, mas também reduzirá as devoluções para o seu negócio.

Você também pode incluir análises ou depoimentos de clientes. Certifique-se de ter uma página dedicada às perguntas mais frequentes. Isso também pode ser benéfico para o seu SEO, se você escrever descrições de qualidade que incluam palavras-chave.

Revise o que é SEO e como funciona antes de mergulhar de cabeça. Otimizar suas descrições o ajudará a subir nas classificações de pesquisa, o que significa mais visibilidade para seu negócio, gerando mais vendas.

Tenha descrições matadoras para cada um de seus produtos. Cada descritivo é útil para os clientes e deve incluir palavras-chave para obter um bom posicionamento nos mecanismos de busca, como o Google.

Esses detalhes devem informar aos clientes do que o produto é feito, o tamanho, o ajuste e o tecido, como limpá-lo e até informar aos clientes a altura do modelo na foto.

Quanto mais esforço você dedicar às suas descrições, mais fácil será para seus clientes. Eles não apenas encontrarão facilmente seus produtos, mas também será mais fácil para que tomem uma decisão de compra.

5. Marketing de afiliados e e-commerce

Eu vou citar a Amazon ao longo deste conteúdo porque eles sabem como comercializar, redirecionar e estão crescendo extremamente rápido.

Oferecer programa de afiliados é uma das estratégias de vendas para e-commerces que mais estão ajudando as grandes empresas online, como a Amazon, a vender mais.

Vamos supor que você queira vender alguns produtos disponíveis na Amazon. Para fazer isso, você precisará se cadastrar no programa de afiliados da empresa, ter o seu link de afiliado (exclusivo) e começar a promover os produtos que deseja vender.

Cada compra gerada através do seu link, é revertida em comissão para você. Ou seja, a Amazon paga para que pessoas vendam os seus produtos.

Você pode ter o seu próprio e-commerce apenas com revenda de produtos de grandes empresas. Além da Amazon, também existe o programa de afiliados da Magazine Luiza, por exemplo.

Se essa é uma opção que chama a sua atenção, mas você quer que o seu e-commerce disponibilize um programa de afiliados, por que não? Pode ser que um dia você tenha afiliados vendendo os seus produtos.

6. Mostre os custos de envio

Ninguém gosta de passar pelo processo de digitar todas as suas informações no seu site e chegar ao final apenas para descobrir que há um custo de enorme de envio.

Seja direto com os clientes. Se possível, informe quanto eles vão pagar logo no início do processo de check-out. Ou cobrar uma taxa fixa de envio se essa for uma opção para seus produtos.

Além de ser direto sobre os custos de envio, dê aos clientes uma ideia de quando seus produtos chegarão ou se há outros detalhes de envio que eles precisam saber.

Você também pode oferecer a opção de finalizar a compra com o PayPal, uma plataforma confiável que muitos compradores já usam. Se os compradores já tiverem uma conta do PayPal, isso agiliza o pagamento.

Outra coisa útil que o PayPal e muitas outros e-commerces estão fazendo é enviar recibos pelo Facebook Messenger. Isso torna mais fácil para os clientes acompanharem suas compras.

Quanto mais fácil for para os clientes comprarem ou fizerem a devolução de produtos, maior será a probabilidade de eles retornarem à sua loja online.

7. Oferece a opção de continuar comprando

Se os clientes tiverem a opção de continuar comprando antes de finalizarem a compra, eles podem desconsiderá-la e continuar a finalizar a compra.

Mas, na maior parte do tempo, os clientes continuarão navegando em seu site apenas para se certificar de que não perderam nada.

Estratégias de vendas para e-commerces como essa são fáceis de incorporar ao processo de checkout. Basta adicionar um botão “continuar comprando” ao lado do botão “continuar checkout”.
Porém, certifique-se de que ambos sejam fáceis de encontrar em sua página de finalização de compra.

8. Informe os clientes sobre as formas de pagamentos

Você pode adicionar os logotipos das bandeiras de cartão de crédito que sua loja aceita. Isso ajuda a construir a confiança dos clientes e faz com que eles se sintam seguros ao inserir as informações do cartão de crédito.

Também é indicado que você adicione selos de segurança populares para aumentar a confiança dos clientes. Isso porque, se eles reconhecerem um logotipo de segurança, vão se sentir à vontade sabendo que as informações do cartão de crédito estão em boas mãos.

9. Invista em remarketing

A realidade é que normalmente muitos usuários não convertem na primeira visita a um site. Se você quiser capturar essas vendas, precisará ter estratégias de vendas e marketing em vigor, sendo uma delas o remarketing.

Existem várias maneiras de redirecionar os clientes para que eles voltem ao seu site para comprar o seu produto. Uma das formas mais populares é veicular anúncios de remarketing em outros sites.

Quando um cliente chega ao seu site e sai sem comprar, você pode usar outros sites que ele visita para mostrar seus produtos.

Você também pode redirecionar clientes com campanhas de e-mail. Você já adicionou itens ao seu carrinho em uma loja online sem comprar e, alguns dias depois, recebeu um e-mail da loja? Esses e-mails podem incentivá-lo a comprar itens que deixou para trás ou a comprar outros itens semelhantes ou complementares no mesmo site.

Isso aumentará o tráfego para o seu e-commerce, o que pode gerar mais conversões, também conhecidas como mais vendas.

10. E-mails marketing e automação

Construir uma lista de e-mail é tão fácil quanto motivar os usuários a enviar seus e-mails quando fizerem uma compra. Você também pode coletar e-mails por meio de campanhas de mídia social e no seu e-commerce em troca de cupons ou descontos.

A criação de uma estratégia de vendas e marketing por e-mail pode envolver mensagens independentes, bem como automações.

Você pode até configurar automações de e-mail como abandono de carrinho, automações de boas-vindas e automações de pedidos.

Os e-mails de abandono de carrinho segmentam novamente os clientes quando eles deixam algo em seus carrinhos. Você provavelmente recebeu um antes de lembrá-lo de voltar e comprar os itens em seu carrinho.

É uma daquelas estratégias de marketing de comércio eletrônico de “lembrete amigável” que ajudará sua empresa a recuperar as vendas perdidas.

As automações de boas-vindas são ótimas para que os clientes recebam automaticamente um e-mail quando se inscrevem pela primeira vez para receber seus e-mails.

Você pode incluir uma mensagem curta sobre sua marca e como você está feliz por tê-lo como cliente. Se você quiser, pode até incluir um cupom para incentivá-los a comprar em sua loja.

As automações de pedidos são perfeitas para manter os clientes atualizados sobre suas compras. Vários e-mails podem fazer parte dessa automação, incluindo um e-mail de confirmação, informando aos clientes que você recebeu os pedidos deles, um de envio confirmando que os itens foram despachados e um, informando que os produtos foram entregues. Você pode até enviar um quarto e-mail perguntando se eles gostam de seus produtos.

Pedir feedback ou comentários é uma daquelas estratégias de vendas de e-commerces que é realmente fácil de incorporar a qualquer automação que você já tenha.

Depois que seus clientes receberem seu produto, peça feedback! Você pode pedir aos clientes que simplesmente classifiquem seu produto ou deixem um comentário.

Isso é útil para outros clientes quando eles estão comprando seus produtos e é útil para sua empresa para que você possa continuar crescendo e melhorando.

Além disso, otimize seus e-mails para dispositivos móveis. Assim como otimizar seu site para ser compatível com dispositivos móveis, seus e-mails também devem ser fáceis de interagir em vários dispositivos.

Não perca assinantes porque eles não podem ver seus e-mails em seus smartphones. A maioria das APIs de e-mail como MailChimp ou Active Campaign já otimizam suas campanhas para celular, mas não custa verificar se todas as suas fotos, textos e logotipos parecem bons antes de enviar.

11. Mantenha seu site atualizado

Se o seu e-commerce já existe há algum tempo, considere uma atualização do site . Os sites mais antigos tendem a parecer spam.

As pessoas confiam em coisas que são familiares, portanto, se seu site for semelhante a outros sites no que diz respeito ao design, seus clientes se sentirão seguros e confortáveis. Se você não acredita em nós, em qual site você confiaria?

O design está em constante mudança, portanto, certifique-se de estar atualizado sobre as últimas tendências.

12. Publicidade em mídias sociais

As mídias sociais são uma das opções de plataformas mais econômicas para anunciar!

Se você já tem contas em todas as principais plataformas de mídia social, como Facebook, Instagram e Twitter, você já deu o primeiro passo!

Porém, ter contas e postar de vez em quando não é suficiente para expandir seus negócios, especialmente no mercado competitivo de hoje. Você precisará construir uma campanha de marketing de mídia social de e-commerce.

Depois de definir uma estratégia, você pode começar a anunciar. Um ótimo ponto de partida é o Facebook. Você pode direcionar a públicos específicos e vincular com páginas específicas do seu site.

Uma das melhores estratégias de marketing de comércio eletrônico que você pode usar com publicidade no Facebook é criar páginas de destino.

Uma página de destino é uma página da web autônoma usada para campanhas publicitárias. É para onde os usuários são direcionados depois de clicarem em um anúncio da mídia social ou do Google.

Por exemplo, digamos que você esteja anunciando um de seus produtos e não tenha uma página em seu site para esse produto específico. Você pode criar uma página de destino para esse produto, de forma que fique mais alinhada com o anúncio que você está exibindo no Facebook.

É muito importante garantir que seus anúncios e páginas de destino sejam congruentes. Isso significa que eles precisam ter as mesmas informações ou semelhantes e ter uma aparência consistente.

Outra das nossas estratégias favoritas de vendas de comércio eletrônico é incorporar vídeo em seus anúncios. Mostrar um pequeno vídeo para clientes em potencial sobre como seu produto pode melhorar suas vidas fará com que você se divirta com rapidez e eficiência.

Os clientes procuram gratificação instantânea. Se você tiver um anúncio com muito texto, é provável que ele não seja lido. Com o vídeo, você pode capturar clientes em potencial e atraí-los.

Mostre a eles como seu produto funciona com uma pequena demonstração. Se os usuários puderem ver seu produto em ação, será mais provável que eles experimentem.

As estratégias de marketing de comércio eletrônico em mídias sociais requerem pesquisa, habilidade e tempo para funcionarem perfeitamente.

13. Personalize a experiência de compra para os clientes

Se os clientes sentirem que a sua empresa se dedica a ajudá-los a escolher o produto perfeito, ela estará acima das demais. Use a personalização de nomes em seus e-mails ou site, recomende produtos com base em compras anteriores ou aprimore seu jogo de marketing com um questionário personalizado.

Essa é uma ótima maneira de se conectar com os clientes. Leve-os em uma jornada de compra única, alinhada com seus gostos e estilos pessoais.

A Amazon faz um ótimo trabalho de personalização de tudo para os clientes. Eles mostram aos clientes produtos relacionados e recomendações de produtos que eles gostariam de comprar.

Cada painel do cliente é diferente. É quase como se todo comprador da Amazon tivesse sua própria loja personalizada da Amazon.

Outras empresas que estão fazendo com personalização são os clubes de assinaturas. No caso de roupas, existem opções que começam com um teste de estilo para conhecer o cliente.

Isso pode fazer com que os consumidores se sintam especiais e mostra que a marca se preocupa em tornar a jornada de compra de cada pessoa individualizada.

Reservar um tempo para aprender sobre as necessidades de seus clientes pode parecer um grande feito, mas no longo prazo você pode aumentar as vendas e também o envolvimento do cliente.

14. Humanize a sua empresa

Pessoas confiam em outras pessoas, então tome algumas medidas para garantir que os clientes vejam os rostos por trás de sua marca. Envie vídeos mostrando como seus produtos são feitos e depoimentos e imagens de clientes fiéis.
Comunique-se com os clientes, responda a tweets, avaliações e comentários. Monitore o que os clientes estão dizendo e não apenas responda aos comentários ou críticas ruins.

Dedicar um tempo para enviar respostas mais longas e úteis permitirá que seus clientes saibam que você se preocupa e que há pessoas por trás de sua marca que estão trabalhando muito para garantir que os clientes tenham a melhor experiência possível.

15. Invista em dispositivos móveis

Quando o Facebook lançou a versão móvel de seu site, eles investiram muito dinheiro em uma reformulação completa, pois sabiam que o celular seria o próximo grande sucesso.

Provavelmente, uma revisão completa do site não é necessária para você, mas convém verificar o seu site móvel para ter certeza de que está funcionando corretamente.

Você sempre precisa desejar que os clientes tenham uma boa experiência de compra. Existem maneiras de construir seu site de forma que certos elementos apareçam na área de trabalho, mas não no celular e vice-versa.

Você também pode fazer com que os elementos apareçam de maneira diferente em diferentes dispositivos.

16. Tenha um aplicativo móvel

Quantas vezes você navegou em um site em seu smartphone e depois teve que mudar para um computador para fazer o pedido do seu produto?

Se você quiser levar o celular um passo adiante, considere criar seu próprio aplicativo de e-commerce para iPhone e Android. Existem vários benefícios em ter um aplicativo para o seu negócio de comércio eletrônico.

Os aplicativos tendem a carregar mais rapidamente que os sites, para que os usuários possam comprar com mais eficiência. Se você tiver um aplicativo, os clientes estão a um toque de visualizar seus produtos.

Você também pode enviar notificações push por meio de aplicativos para notificar os clientes quando você estiver em promoção ou quando o item favorito deles estiver de volta no estoque.

Se sua empresa já está estabelecida e você está procurando maneiras de continuar a desenvolver sua marca, criar um aplicativo é uma excelente maneira de impulsionar as vendas e impulsionar o crescimento.

O aplicativo da Amazon, por exemplo, é intuitivo e amigável. O design imita o site para desktop com algumas diferenças, mas é mais conveniente para usuários móveis.

Conclusão

Quando se trata de descobrir estratégias de vendas para e-commerces é importante pesquisar e entender quais opções funcionam melhor para a sua empresa. Experimente, faça testes e seja criativo para descobrir isso.

Pense no que você pode fazer melhor que a sua concorrência e dedique-se às dicas que eu citei acima.

Espero que essas estratégias o ajude a construir confiança e a criar uma extensa listas de clientes leais que sempre compram de sua marca.

Porém, para fazer seu negócio crescer, elas precisam ser executadas de maneira adequada. Ou seja, estude e busque pelo máximo de informações possível.

Espero que você tenha gostado das minhas dicas sobre estratégias de vendas para e-commerces e que, a partir de agora, esteja mais fácil para você começar a dar passos importantes para obter o aumento de vendas e o sucesso do seu negócio!

O post 16 dicas de estratégias de vendas para e-commerces que vão te ajudar apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre 16 dicas de estratégias de vendas para e-commerces que vão te ajudar. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.