Ads Top

Sem a Inteligência Artificial você está fora do jogo

Em 20 anos de e-commerce no Brasil, vimos um recorde no primeiro semestre de 2020 quando atingiu R$ 38,8 bilhões de faturamento. E o uso de Inteligência Artificial no e-commerce está abrindo caminho para algumas marcas saírem na frente, aumentando cada vez mais suas fatias no mercado.

Entrar no jogo e aderir à Inteligência Artificial deixou de ser uma opção, sendo você um pequeno ou grande negócio. Agora é regra e neste artigo vou mostrar isso por meio de alguns cases.

Amazon

A Amazon é líder em inovação centrada no cliente, e levou seus negócios para o outro nível utilizando a Inteligência Artificial. Em 2006, a empresa relatou que 35% da sua receita era resultado de ações de cross-selling e upselling. Obviamente, o mecanismo de recomendação de produtos em tempo real com Inteligência Artificial é o ingrediente secreto.

Na verdade a Inteligência Artificial atravessa todos os setores da Amazon. Você provavelmente conhece a Alexa, assistente virtual da Amazon. A partir desse dispositivo, foi lançado o Alexa Voice Shopping, que permite ao consumidor analisar as melhores ofertas e fazer pedidos de compras online apenas com sua voz. Quer mais? A Alexa também pode fornecer dicas de guarda-roupa, incluindo as melhores combinações de moda e uma comparação entre roupas e o que ficaria melhor na pessoa.

A Amazon também combina Inteligência Artificial e Robótica em sua logística. Não bastasse, a empresa prevê um futuro em que “humanos e robôs trabalhem harmoniosamente para entregar os pacotes aos clientes dentro do prazo”. Em seus 26 centros de distribuição em todo o mundo, a Amazon se esforça para aproveitar a automação robótica para tornar a vida de seus colaboradores mais fácil, removendo tarefas tediosas, como carregar caixas.

Poderia citar muitas aplicações da Inteligência Artificial na Amazon. Mas, que tal eu falar agora de um case brasileiro?

B2W

A B2W desenvolveu entre 2013 e 2015 um sistema de Inteligência Artificial chamado Marvin. Curiosamente, este nome foi inspirado no androide homônimo da série de livros O Guia do Mochileiro das Galáxias. Inicialmente, o sistema ajudava na definição de preços, otimização dos investimentos em marketing e na segurança das vendas online.

Em 2018, a B2W disponibilizou o código na internet, tornando-o um open source. A ideia é que o Marvin possa evoluir rápido por meio de desenvolvedores interessados, corrigindo erros e adaptando-se a qualquer tipo de setor. O Marvin pode ser baixado no Github.

Otto: 90% de precisão

Otto Group é a maior empresa de e-commerce alemã. Ela foi fundada em 1949 por Werner Otto e está presente em 20 países. Hoje, oferece cerca de 2 milhões de produtos distribuídos em cerca de 5 mil marcas, incluindo produtos com o seu próprio rótulo.

Mas por que a Otto, uma empresa desconhecida pela maioria dos brasileiros, está neste artigo? Em vez de utilizar a Inteligência Artificial como a maioria dos players — recomendando produtos ou personalizando o site —, ela resolveu investir na redução das taxas de devolução de produtos, algo que custa milhões de euros todos os anos.

Primeiro, identificou por meio de análise de dados que os produtos têm menos probabilidade de serem devolvidos se chegarem em até dois dias. Além disso, os clientes também não gostam de envios múltiplos — preferem receber tudo o que compraram de uma só vez.

Usando um algoritmo que foi originalmente projetado para experimentos de física de partículas no CERN (Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear), a Otto passou a prever melhor o que os clientes comprarão. A empresa analisou mais de 3 bilhões de transações anteriores em 200 variáveis, de modo que esses produtos possam ser estocados com antecedência.

Com 90% de precisão, esta Inteligência Artificial consegue prever o que será vendido em 30 dias. Tal tecnologia também permitiu à Otto reduzir a devolução de mais de 2 milhões de produtos ao ano.

Você no jogo

Não pense que Inteligência Artificial é somente para os grandes. Buscando os parceiros certos com soluções prontas e validadas, você reduz custos e tempo com desenvolvimento e vê as vendas dispararem.

Minha dica é: comece otimizando a sua captação de leads optando por um recurso gratuito. Com os leads “em mãos”, automatize as ações de venda com e-mail retargeting. Siga o exemplo da Amazon e implemente um cross-sell combinado com Inteligência Artificial, oferecendo produtos complementares de forma eficaz. Dados mostram que utilizar um chatbot capaz de negociar preços em tempo real pode recuperar mais de 30% de vendas que seriam dadas como perdidas. Experimente a Inteligência Artificial e continue no jogo.

O post Sem a Inteligência Artificial você está fora do jogo apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Sem a Inteligência Artificial você está fora do jogo. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.