Ads Top

Como criar um aplicativo em 7 passos: dicas e ferramentas

A democratização da internet móvel e o crescimento acentuado do uso de dispositivos mobile, leva muita gente a se perguntar “como criar uma aplicativo?”.

Dados da Estatista apontam que até 2022 o número de apps baixados deve chegar a 258 bilhões. Isso mostra o quanto esse mercado está aquecido.

Contudo, quem está querendo aprender como criar um aplicativo precisa saber que esse também é um mercado concorrido.

Além disso, saber como criar um aplicativo é algo que demanda tempo e pode exigir certo conhecimento técnico.

Saiba mais: Ideias de Negócios: 9 opções para você começar a empreender em 2021

Porém, se você está disposto a embarcar de cabeça a criar seu próprio app, separamos aqui algumas dicas para te ajudar.

Vamos elencar 7 passos para aprender como criar em aplicativo e te dar dicas de ferramentas para começar o desenvolvimento do seu app.

Como criar um aplicativo: 7 passos para seguir

1. Defina onde você quer chegar

O primeiro passo do processo de como criar um aplicativo é saber onde se pretende chegar.

Defina quais são os seus objetivos com a criação desse app, qual é o seu conceito e seu público alvo.

Olhe para o seu projeto como um produto que você pretende lançar e coloque “no papel” todo planejamento para ele.

Esse é momento de entender como está o mercado para o seu segmento, quais são os apps concorrentes, como você vai monetizar o seu aplicativo e quais recursos ele precisará ter.

2. Desenvolva um protótipo

Com seu planejamento de como criar um aplicativo pronto, é hora de começar a estruturar o seu app.

Antes de se preocupar com questões de design, comece desenvolvendo um protótipo de como você espera que seu app funcione.

Nesse ponto, é preciso estar atento a questões de usabilidade. Seu aplicativo precisa de uma interface simples e clara, que seja intuitiva e fácil para navegar.

Ao começar a pensar no design, lembre-se que os usuários estarão interagindo com seu app em uma tela pequena.

Independente de quem efetivamente fará o aplicativo, consideramos importante que você esteja 100% envolvido nessa etapa.

3. Defina quem irá criar o app

Como já falamos, o processo de como criar um aplicativo, principalmente o de como criar um aplicativo do zero, demanda tempo, dedicação e conhecimento.

Por isso, pode ser que você tenha que demandar as partes mais complexas do desenvolvimento a profissionais da área.

Dessa forma, há 3 possibilidades de quem irá criar efetivamente o aplicativo.

Você mesmo: como já falamos, ao optar por fazer todo o processo de criar app, você precisará de alguns conhecimentos de desenvolvimento e linguagens de programação.

Além disso, terá que ter disponibilidade de tempo.

Agência ou desenvolvedor profissional: nesse caso, você contrata um terceiro para fazer toda a parte de desenvolvimento.

É possível encontrar bons profissionais em sites como o Workana, por exemplo. Ou até mesmo nas redes sociais, em grupos da área.

Contudo, é preciso estar preparado para desembolsar um valor considerável, pois contratar alguém para criar aplicativo costuma ser a opção mais cara.

App builder: essa opção é uma das mais vantajosas para quem não tem conhecimento em desenvolvimento, mas quer criar aplicativos.

Os App Builders são construtores de aplicativos que funcionam de maneira semelhante ao WordPress ou Wix, por exemplo.

Contudo, são um pouco engessados e, se você tiver alguma ideia muito fora da curva para o seu app, provavelmente precisará buscar um profissional.

4. Tire a ideia do papel

Independente da opção escolhida para a criação, é importante que você trabalhe em cima do seu planejamento inicial.

Ao longo do processo, pode ser que você perceba que nem tudo que você planejou é viável ou novas ideias para complementar seu app podem surgir.

Isso é completamente normal, porém seguir o planejamento inicial é indispensável. Afinal, só assim você saberá se está caminhando para o seu objetivo.

5. Faça testes

Depois que seu aplicativo estiver pronto, é hora de testá-lo. Não pule essa etapa! Validar seu app é crucial para o sucesso dele.

Faça testes do seu aplicativo em todos os sistemas ( android e IOS, por exemplo) e versões que deseja publicar.

Peça auxílio de alguns usuários-beta. Eles te ajudaram a ter uma perspectiva diferente do seu app e a entender o que pode ser melhorado.

Verifique:

  • Usabilidade;
  • Velocidade de carregamento;
  • Navegação;
  • Textos.

Vire seu app “do avesso” quantas vezes forem necessárias durante essa etapa do processo de como criar seu aplicativo para que tudo esteja funcionando 100%.

Isso vai evitar dores de cabeça futuras, como usuários reclamando, pedidos de reembolso (no caso de apps pagos) ou avaliações ruins.

6. Publique seu app

Por fim, quando tiver certeza de que tudo está funcionando da melhor forma possível, é hora de publicar seu aplicativo e disponibilizá-lo para o mundo.

Aqui temos outro ponto de como criar um aplicativo que pode ser um pouco complexo.

As principais plataformas para publicar e disponibilizar seu aplicativo para download são a Apple Store e Google Play. Para ambas é necessário ter uma conta de desenvolvedor.

Na Apple é possível se cadastrar como pessoa física ou empresa. Para ter acesso ao programa de desenvolvedor da marca, é preciso de pagar uma taxa anual de $99 para contas pessoais e $299 para cadastros enterprise.

Você pode saber mais sobre como criar uma conta de desenvolvedor Apple nesse link.

Já para ter seu app na Play Store, é necessário ter uma conta Google e se cadastrar no Play Console. Para isso, o Google cobra uma taxa única de $25 por usuário.

Para saber mais sobre a conta de desenvolvedor da Google Play, clique aqui.

É importante ressaltar que, além de ter a conta de desenvolvedor, é preciso seguir todas as regras e estar de acordo com os termos de uso das plataformas para que seu app seja incluso na app store.

Caso alguma regra não seja cumprida, seu app não será publicado para venda e download.

7. Melhorias continuas

O trabalho não acaba quando seu aplicativo é publicado. Na verdade, é aí que ele realmente começa.

Depois de disponibilizar seu app para download, você precisará estar sempre de olho se tudo está funcionando como deveria e se seus objetivos (sim, aqueles do passo 1) estão sendo alcançados.

Caso algo precise ser ajustado, você pode e deve sempre atualizar seu aplicativo nas lojas.

Além disso, esteja preparado para responder dúvidas e avaliações de seus clientes e seus usuários que podem surgir nas plataformas de download.

Ferramentas para criar aplicativos

Agora que você já sabe como criar um aplicativo, separamos algumas ferramentas que podem te ajudar nesse processo.

São app builders que podem te ajudar a economizar tempo e dinheiro na programação do seu app.

Fábrica de Aplicativos

A ferramenta Fábrica de Aplicativos permite que você crie seu app de maneira fácil e rápida. Ela é uma das mais conhecidas do Brasil e funciona no modelo arraste e solte.

Com todo um sistema de criação, edição e gestão, a ferramenta conta até mesmo com um plano gratuito que permite o desenvolvimento de um web app com até 50 páginas.

Good Barber

O Good Barber costuma ser indicado para quem busca algo mais profissional. A ferramenta permite o desenvolvimento de apps para Android e IOS.

Com planos diferenciados para apps de ecommerce e clássicos, esse app builder tem uma versão de teste de 30 dias.

ShoutEm

O ShoutEm é um gerenciador completo para criação de apps. Com planos a partir de $19, a ferramenta permite criar aplicativos para Android e IOS.

Além disso, você tem a possibilidade de fazer integração com plataformas como Facebook, Twitter, WordPress etc.


Com essas dicas e uma dessas ferramentas, você certamente conseguirá tirar sua ideia de aplicativo do papel muito mais rápido e sem precisar gastar muito.

Basta um pouco de paciência, dedicação e criatividade para logo ter o app do seu negócio disponível para download.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Como criar um aplicativo em 7 passos: dicas e ferramentas. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.