Ads Top

A importância das APIs para um funcionamento integrado no e-commerce

Garantir o sucesso de um e-commerce não é tarefa fácil. Com tanta competitividade e o oferecimento de diversos serviços nos mais variados setores, é preciso encontrar formas de se destacar e conseguir atrair a atenção de possíveis clientes. Estar atualizado aos avanços tecnológicos na área e investir em um processo ágil e bem integrado é um fator que pode fazer toda a diferença.

Durante o gerenciamento de um comércio digital, a integração entre a plataforma e os diferentes sistemas é um ponto crucial. Ela permite que os gestores da empresa mantenham todas as informações organizadas e com fácil acesso. Além disso, facilita o atendimento aos clientes e a resolução de eventuais problemas.

Os principais tipos são os sistemas internos, para logística, de pagamento, de marketing e comunicação, entre vários outros, que auxiliam a gestão financeira, contabilidade, segurança, redes sociais, etc. Para gerenciar essa grande quantidade de sistemas, é necessário o uso de ferramentas específicas, como as APIs.

Primeiramente, é preciso definir o que é API e como funciona para depois entender sua influência no e-commerce. A sigla API refere-se ao termo em inglês “Application Programming Interface”. Na tradução para o português, significa “Interface de Programação de Aplicativos”. Essa tecnologia consiste em um conjunto de rotinas e padrões de programação com a função de conectar sistemas, softwares e aplicativos — serve como uma espécie de “tradutor”, que aumenta a eficiência dessas integrações.

Além de colaborar para um funcionamento com melhor eficiência, as APIs permitem que os dados —analisados por meio da integração entre os sistemas — sejam transformados em um painel de análise de indicadores. Isso garante maior praticidade na hora de visualizar métricas e entender melhor o comportamento do consumidor, quais itens estão sendo mais procurados e colabora para traçar estratégias mais eficientes.

APIs podem ser softwares, sites avançados ou de uso cotidiano

As APIs podem ser softwares ou sites avançados, como o Semantics3 (que conecta o catálogo de produtos a um banco de dados global) ou o Gravity (um tipo de API de personalização que organiza o conteúdo do site de acordo com as necessidades de cada cliente ou visitante. Elas também podem ser sites de uso cotidiano, como Twitter, Instagram e Facebook. Neste caso, atuam como mediadores de aprovação social e permitem que a marca visualize a opinião que o público tem de seus serviços.

As redes sociais têm um papel muito importante na garantia do sucesso de um e-commerce. Afinal, servem como uma vitrine do tratamento que a empresa tem com seus atuais e futuros clientes ao responder dúvidas, sugestões e apontamentos normalmente feitos nesse tipo de site.

Outros tipos importantes são as APIs de comparação de preço, de afiliação, de automação de marketing e antifraude. Além desses, outro tipo interessante são as APIs de recomendação de conteúdo, que permitem um serviço personalizado. Um serviço ou produto oferecido de maneira exclusiva e personalizada é outro fator importante para quem quer garantir a fidelização de um cliente.

O post A importância das APIs para um funcionamento integrado no e-commerce apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre A importância das APIs para um funcionamento integrado no e-commerce. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.