Ads Top

Entenda como o conteúdo está presente no SEO e conheça 4 estratégias!

Você sabe qual é o papel do conteúdo no SEO? Se você tem um e-commerce ou simplesmente é um apreciador das grandezas do marketing digital, já deve ter ouvido falar sobre a relação entre os dois elementos para o ranqueamento da sua página. Sem muitas delongas, a resposta é: o conteúdo está em toda dimensão do universo SEO!

Neste artigo, você entenderá a importância desse tópico e, a partir disso, conhecerá 4 estratégias básicas de otimização de conteúdo para seu site ficar no topo do Google. Acompanhe a leitura!

Conteúdo X SEO: a linguagem como centro

Conteúdo é um termo que pode ser definido como “aquilo que está contido em algo”, ocupando espaço. Ele tem sentido tão amplo que permite diferentes aplicações. No marketing digital, o vocábulo está atrelado ao material contido nos sites e mídias sociais, cuja finalidade é atrair e informar o leitor por meio da linguagem — verbal e não verbal.

Isso explica a “onipresença” do conteúdo na internet: é a partir da linguagem, esse sistema de signos complexo de significantes e significados, que as pessoas se comunicam, pensam e assimilam informações. No SEO, particularmente, a linguagem se mostra como um fator fundamental. É utilizando-se das palavras — faladas ou escritas — que os usuários buscam por produtos e informações nos motores de busca.

A partir dessa percepção, considerar palavras-chave foi a forma que o Google encontrou para entregar o melhor resultado possível aos seus usuários, consolidando uma estratégia coerente e, de certa forma, brilhante.

Nesse sentido, é possível entender de maneira mais clara qual a relação entre os dois fatores. É com a ajuda do conteúdo do seu site que o crawler rastreia, indexa e classifica sua página como relevante ou não ao usuário.

Ações técnicas são mais importantes que ações de conteúdo?

Já deu para perceber a partir da explicação anterior que o conteúdo vai além de um texto para “deixar o site mais bonito”, certo? Devemos sempre lembrar que o Google é uma empresa e, como de praxe, tem o propósito de entregar o melhor atendimento e o melhor produto ao seu cliente a fim de que ele continue usufruindo de seus serviços. Neste cenário, a proposta é entregar a melhor experiência ao usuário.

Portanto, engana-se quem pensa que os sites necessitam apenas de ações técnicas para estarem bem posicionados. Enquanto as otimizações técnicas são importantes para o buscador entender a proposta do site e avaliar aspectos como performance e estrutura das páginas web, as otimizações de conteúdo são focadas especialmente no lado humano e na experiência do usuário.

A verdade é que o SEO é a união entre esses dois aspectos, que caminham juntos e de mãos dadas para suprir todas as exigências dos motores de busca.

Como criar um conteúdo relevante

Otimizar o conteúdo do seu site visando o ranqueamento não é simplesmente utilizar palavras-chave. Essa ideia veio como herança do SEO arcaico, contexto em que bastava a repetição da keyword principal ao longo do texto para o buscador entender que se tratava de uma página relevante ao navegante que procurasse exatamente pelo mesmo termo.

Com o passar do tempo, especialistas em UX da empresa perceberam finalmente que essa estratégia não prezava por uma boa experiência do usuário. Afinal, o leitor almeja por um conteúdo rico, de qualidade e que atenda à sua intenção de busca.

E foi a partir de atualizações importantes como Rankbrain e Hummingbird que as buscas passaram a ser mais assertivas. Com a ajudinha de uma IA mais sofisticada, o Google passou a considerar não apenas a keyword em foco, mas também levou muito mais a sério o LSI (Latent Semantic Indexing).

Isso significa que a partir de então não adiantava mais repetir freneticamente o termo que desejasse posicionar — ocasionando o que chamamos hoje de keyword stuffing. Seria necessário, portanto, trabalhar de maneira estratégica o campo semântico e os termos relacionados para o buscador entender que seu conteúdo é relevante e que vai atender às expectativas do leitor.

4 Estratégias de otimização de conteúdo SEO

Tendo em mente a importância das terras conteudistas para o ranqueamento do site, o próximo passo é colocar em prática as ações mais convenientes. Aí vem a pergunta que não quer calar: quais são as melhores estratégias de otimização de conteúdo para o SEO?

Para entender melhor cada estratégia, é importante lembrar que existem diferentes tipos de keywords que norteiam a produção de conteúdo — seja navegacional, informacional ou transacional —, e que cada um deles preenche um campo específico dentro da intenção de busca. Guarde esta informação, pois ela vai ser útil, ok?

Agora, confira a lista com as práticas mais fundamentais de conteúdo à ótica do SEO:

1 – Blog posts

Quando falamos de marketing de conteúdo, é natural que nos venha em mente a palavra “blog”. E não é para menos. Ter um blog vinculado ao seu e-commerce é uma estratégia incrivelmente eficaz para aumentar a autoridade e a relevância do seu domínio. No webinar “Blog + SEO + e-Commerce” é possível compreender melhor o poder que ele exerce sobre sua loja virtual — vale a pena assistir.

É no blog que são trabalhadas as keywords informacionais que mencionamos anteriormente, cuja natureza está associada às dicas e informações relevantes à sua persona.

O objetivo não é simplesmente encher seu público de dados. É, sim, entregar materiais completos e de qualidade para que o leitor interaja, compartilhe e navegue pelos links estrategicamente posicionados. E que o Google, por sua vez, entenda que muita gente pode se interessar pelo seu site e o classifique em uma boa posição, aumentando o cluster de keywords posicionadas do seu domínio.

A partir disso entendemos por que o blog se mostra como uma estratégia concernente ao SEO. Além de abrir a possibilidade de posicionar diferentes tipos de keywords, ele permite a aplicação de algumas técnicas de link sculpting.

2 – Página de categorias de produtos

O conteúdo SEO é importantíssimo em páginas de produtos de e-commerces. Ele está simplesmente em tudo, desde o nome dos produtos até o botão de compra. Sua relevância pode ser facilmente compreendida quando comparamos a experiência de compra da virtual com a loja física. Quando o cliente entra no estabelecimento para realizar uma compra, um vendedor se faz presente para ajudá-lo — seja mostrando o catálogo de produtos ou auxiliando-o na escolha do mais adequado. Durante o processo, aplica técnicas para persuadir o cliente a finalizar a compra.

No ambiente virtual, porém, não temos esse artifício. O cliente é um “lobo solitário” que navega pelos produtos e, a partir do que vir, chega à conclusão se quer ou não consumir o produto. É para preencher este gap que o conteúdo se faz presente, tirando as dúvidas do usuário e aumentando as chances de conversão.

Por isso, quanto mais conteúdo sua página tiver, mais o Google vai achar que o usuário se sentirá acolhido ao entrar em sua loja virtual.

É interessante lembrar que o conteúdo pode estar em locais mais básicos, como nos títulos e descrições de produtos, ou em partes diferenciadas como: acima do catálogo de produtos, lateralmente, abaixo e em diferentes placeholders.

E claro que as boas práticas de SEO são super bem-vindas nesse contexto: uso de palavras-chave, construção de link sculpting, copywriting e muito mais.

3 – Atributo Alt

A linguagem, como matriz central do conteúdo, separa-se entre verbal e não verbal, como mencionamos no início. A verbal é aquela “verbalizada”, ou seja, expressa por meio de palavras faladas ou escritas. Enquanto a não-verbal é a “não verbalizada”, expressa por meio de signos visuais.

Na internet, utilizamo-nos também de inúmeros tipos de linguagens não verbais para aumentar a comunicação com o usuário. Elas se encontram principalmente em imagens e gráficos.

Como o Google ainda não consegue analisar esteticamente as imagens para entender como indexá-las, necessita da ajudinha do conteúdo aplicável no Atributo Alt — entendido como o texto alternativo que descreve os elementos visuais presentes na imagem. Assim, tem papel de substituir quando o elemento HTML não se renderiza.

4 – SERP (Search Engine Results Page)

É claro que não poderíamos deixar de tratar da SERP. Elemento essencial do SEO, a “página de resultados do motor de busca” é onde as pesquisas realizadas no buscador do Google são mostradas ao usuário.

Não é necessário nenhum esforço para perceber a presença colossal do conteúdo na página, certo? Basicamente, apresenta-se nas seguintes formas:

  • Meta title: um pequeno título que nomeia o assunto do link a ser clicado;
  • Meta description: uma pequena descrição do conteúdo que o usuário vai consumir ao entrar na página, decisivo para concluir se vale ou não a pena acessar o URL;
  • Featured snippets: entendidos como “resultados zero”, são caixas de respostas posicionadas antes dos resultados orgânicos na SERP.

Existem diversas técnicas de conteúdo SEO para as SERPs, especialmente a otimização de meta titles e meta descriptions de acordo com as diretrizes mais adequadas, como a utilização de diferentes tipos de keywords para atender às intenções do usuário de modo assertivo e criação de conteúdos relevantes visando atender aos snippets. Sempre segundo parâmetros apresentados pelas ferramentas especializadas, onde é possível entender o comportamento, as tendências e particularidades das palavras-chave.

Sabendo essas 4 estratégias básicas é possível ter uma ideia de como o conteúdo está presente nos buscadores e, evidentemente, intrínseco nas estratégias de SEO, certo? Espero que você, analista de marketing ou dono de e-commerce, passe a olhar as estratégias de content SEO com outros olhos — como uma parte importante da otimização do seu site.

O post Entenda como o conteúdo está presente no SEO e conheça 4 estratégias! apareceu primeiro em E-Commerce Brasil.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Entenda como o conteúdo está presente no SEO e conheça 4 estratégias!. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.