Ads Top

Banco Central planeja autorizar pagamentos pelo WhatsApp

A novela sobre a liberação de pagamentos pelo WhatsApp continua rendendo capítulos. Depois de anunciar a liberação dos pagamentos pelo aplicativo em 15 de junho e suspender no final do mesmo mês, o Banco Central (BC) tem se pronunciado em relação ao empasse de liberar (ou não) os pagamentos novamente.

Como em toda novela o final é sempre feliz, há rumores de que isso irá acontecer em breve.

REGULAMENTAÇÃO DO MODELO

Segundo o diretor do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, a liberação só não aconteceu ainda porque o BC está adequando o regulamento para que todas as bandeiras de pagamento que serão disponibilizadas na ferramenta tenham as mesmas condições de participar do mercado. Mas o que isso quer dizer?

Significa que todos as operadoras devem seguir as mesmas regras, desde o processo de autorização de transações até a cobrança de taxas, sem beneficiar nem um nem outro credenciador. Foi o que aconteceu com as bandeiras dos cartões Visa e Mastercard, quando anunciaram a parceria com o WhatsApp em junho, e logo em seguida, foram suspensas de realizar pagamentos e transferências pelo aplicativo, porque não estavam “autorizadas” pelo BC.

Saiba mais: Instagram lança nova aba para Compras no aplicativo

Toda essa regulamentação de pagamentos instantâneos em parceria com aplicativos tem a ver com outro projeto maior do BC e que promete revolucionar o mercado de pagamentos instantâneos no Brasil.

O PIX, plataforma do próprio BC, chegará ao mercado brasileiro em novembro de 2020 com o objetivo de simplificar todo o modelo de pagamentos instantâneos no país. Isso inclui a possibilidade de os usuários realizarem TEDs (Transferências Eletrônicas Disponíveis) e DOCs (Documento de Ordem de Crédito) em qualquer dia e horário da semana, o que não é possível no modelo bancário vigente.

Segundo a página do programa, os principais benefícios do PIX serão:

Disponibilidade: os pagamentos instantâneos poderão acontecer 24h todos os dias, inclusive finais de semana;

Velocidade: os pagamentos estarão disponíveis instantaneamente na conta dos recebedores, sem necessidade de esperar nenhuma compensação;

Conveniência: os pagamentos serão centralizados na plataforma do PIX, sem necessidade de o pagador recorrer ao seu banco;

Segurança: os pagamentos serão confirmados pela autenticação eletrônica;

Competitividade: o BC promete diminuir as taxas de TEDs e DOCs abusivas do modelo bancário.

COMO A LIBERAÇÃO DO PAGAMENTO PELO WHATSAPP BENEFICIA VOCÊ E SUA EMPRESA

Em se tratando de pagamentos pelo WhatsApp, não há de se negar que é uma grande notícia pra muitos negócios. A possibilidade de fazer com que os clientes paguem pelo próprio aplicativo, beneficia o empreendedor que pode:

  1. Pagar menos taxas para intermediadores de pagamento;
  2. Permitirá pagamentos através de cartão de crédito e débito;
  3. Agiliza a aprovação evitando desistências de compra pela demora na aprovação dos pagamentos;
  4. Poderá contar com uma função de enviar e receber dinheiro entre amigos e familiares;
  5. Beneficia tanto microempreendedores individuais quanto pequenas empresas;
  6. Possibilita que o empreendedor possa reinvestir no próprio negócio, seja melhorando a qualidade dos produtos e serviços ou aumentando a equipe e lucro.

E você? Está ansioso para que o BC libere o WhatsApp para pagamentos instantâneos? Conta pra gente nos comentários.

O post Banco Central planeja autorizar pagamentos pelo WhatsApp apareceu primeiro em Camila Porto.

Na próxima semana farei mais um review com depoimento e resenha sobre Banco Central planeja autorizar pagamentos pelo WhatsApp. Espero ter ajudado a esclarecer o que é, como usar, se funciona e se vale a pena mesmo. Se você tiver alguma dúvida ou quiser adicionar algum comentário deixe abaixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.